O estilo único de Mabel Magalhães

image

 

 

Infelizmente esta estilista mineira de muita classe e elegância, faleceu em junho de 2004. O seu trabalho continua sendo feito magistralmente por sua filha Cláudia Magalhães, que perpetua o estilo único desta mineira de excelente bom gosto e que adorava costurar desde pequena e deixava sua mãe enlouquecida porque queria um vestido novo toda sexta-feira.

 

 

Este seu desejo acabou levando Mabel a frequentar a sociedade e mais ainda desfiles amadores o que despertou oi desejo de costurar e muito bem. Ela aprendeu sozinha a fazer o que sempre fez e nunca frequentou uma escola de moda. Pelo contrário, era advogada de formação. Muitas de suas clientes na década de 80 traziam vestidos do exterior e acabavam insatisfeitas o que levava Mabel a fazer vestidos do jeito que elas desejavam. Foi aí que ela criou a marca. Sua fama foi se alastrando por todo o Estado de Minas Gerais e acabou tomando o Brasil. Suas coleções são únicas. Vemos vestidos inspirados em celebridades dos muitos tapetes vermelhos assim como, roupas que são atemporais: por que não vestir um look dos anos 40/50? É o que muito ela apresenta com estilo próprio, sofisticação, seda  e bordados. As coleções de Mabel tem tanto para mulheres usarem de roupas lindas de dia, quanto à noite com muito luxo. A direção da empresa e a assinatura da grief ficou por conta de Daniel Corrêa, que mantêm a mesma  tônica de alta qualidade, proposta na concepção de Mabel, sem perder um instante a identidade e o DNA da marca como eles mesmo gostam de explicar em seu site.

image(legenda da foto) A filha de Mabel, Claudia Magalhães com o diretor da Empresa, Daniel Corrêa.

Mabel Magalhães fez tanto sucesso que levou a marca às melhores multimarcas nacionais e internacionais. Hoje em BH existe uma flagship, uma loja conceito criada pelo arquiteto Pedro Lázaro, reafirmando tudo o que Mabel desejava, criatividade, originalidade, modernidade e sofisticação. Conheça alguns dos lindos looks da marca Mabel Magalhães:

imageimage imageimage imageimage imageimage imageimage imageimage imageimage imageimage image image       image   image     image   image image imageimage image image image image image imageimage image image imageimage imageimage   image   image image imageimage imageimage imageimage imageimage imageimage image imageimage   imageimage   imageimage imageimage image

Giorgio Armani – paixão de infância

 

image

Nem sei dizer quando me apaixonei pelo estilista Giorgio Armani. Nem me lembro qual foi o primeiro desfile dele que assisti. O que posso dizer que foi paixão à primeira vista. As roupas deste estilista italiano, com nome bonito e de cabelos de algodão, me encantaram loucamente! Seus desfiles encantam a minha alma. Fico deslumbrada observando cada detalhe dos vestidos de luxo ou para o dia a dia. São perfeitos!

Para mim, Armani é sinônimo de elegância, charme, perfeição, encanto, corte perfeito nos ternos e roupas enlouquecedoras para as mulheres, valorizando-as de uma forma que palavras não descrevem. Celebridades masculinas e femininas o idolatram. Sempre uma indicada ou indicado ao prêmio principal do Oscar, veste Armani. Este ano, foi a atriz Cate Blanchet, que também representa a marca do novo perfume Sì. Nicole Kidman já vestiu vários vestidos Armani e fez ensaios fotográficos com a grife. Gabriel Byrne, ator irlandês disse uma vez ter representado no cinema o demônio mais bem vestido do mundo. Ele em Fim dos Dias, vestiu terno e coat Armani. Um luxo! Depois, o ator ganhou o traje. George Clooney, Russel Crowe e Kevin Spacey, que está fazendo super sucesso com a série House of Cards, na Netflix, não dispensam ternos Armani.

image

imageimage

Por sinal, perfumes são produtos deliciosos que carregam a marca. Meu perfume é um Armani. Primeiro foi Acqua di Dió feminino, levíssimo. Depois descobri o delicioso Armani Mania Masculino e nunca mais deixei de usar! Tem um toque leve, cítrico, sem exagero. Aproximadamente 15 anos que uso este perfume!

Armani hoje tem um império, com maquiagens, perfumes, óculos lindíssimos, sapatos masculinos e femininos, bolsas. Tudo que se possa imaginar para a grife, que carrega o nome deste italiano que criou roupas divinas e ternos perfeitos.

Suas produções são dividas em diversas linhas:

Armani Casa
Armani Alta Moda
Borgonuovo 21
Giorgio Armani
Le Collezioni
Mani
Emporio Armani (público jovem)
A/X Armani Exchange (moda básica)
Giorgio Armani U.S.A. (preços mais acessíveis)
Armani Jeans
Armani Neve (linha esportiva, inverno)
Armani Golf (linha esportiva)
Clássico
História

image

Nascido na Emília-Romanha, norte da Itália (ao sul de Milão), Giorgio Armani estabeleceu um novo padrão na moda feminina. Insipirou sua linha feminina em trajes comumente masculinos, no entanto, desenvolvendo acabamentos, tecidos e corte que privilegiavam as formas femininas.

Freqüentou a faculdade de medicina por dois anos. Após completar suas obrigações militares, em 1957, trabalhou em uma loja de departamentos chamada La Rinascente, como um decorador de vitrines, iniciando-se, então, no mundo da moda.

De 1961 a 1970, estabeleceu uma união com Nino Cerruti construindo a sua carreira como designer (estilista). Encorajado pelo seu amigo, Sergio Galeotti, lançou em 1974, sua primeira coleção masculina, elevando o seu nome. Gradativamente começou a adaptar as suas criações para a linha feminina, lançando a sua primeira coleção, em 1975, em parceria com Galeotti. A modelo oficial da Giorgio Armani é a atriz e cantora Michelle Pfeiffer, inclusive o estilista, está com um desfile especial desde 2007 com o tema de Super-Heróis e a principal personagem é a vilã de Batman em 1992 a Mulher-Gato interpretada pela atriz. Como é de se imaginar assim como no filme, a Mulher-Gato da Armani rouba a cena nas passarelas.

Empório Armani, grife criada por ele, tem uma linha de alta qualidade em roupas de luxo de moda e de discussão sobre as tendências e características modernas. Em janeiro de 2010, o famoso jogador de futebol, Cristiano Ronaldo, e a estrela de cinema de Hollywood, Megan Fox, se tornaram o rosto masculino e feminino da Empório Armani, que se uniu com a Reebok para criar sapatos da moda sob o rótulo chamado EA7. Esta coleção de outono contará com a estrela do pop, Rihanna. É a única linha de Giorgio Armani que é projetado principalmente por Giorgio Armani, e tem uma cena na semana de moda de Milão a cada ano, enquanto Armani Collezioni, Armani Jeans e Armani Exchange não.
Armani Jeans é uma coleção relacionada com roupas criadas em 1981 por Giorgio Armani. Vendida em lojas de departamento, embora tenha 15 lojas independentes no mundo, além de um Jeans Armani Café em Milão. Alguns itens Armani Jeans são vendidos em lojas Empório Armani.

image

 

Maquiagem

 

imageimageimage

Sunglass

image

 

Desfiles, Celebridades, Acessórios

imageimage

imageimage

imageimage

imageimage

imageimage

image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Louis Vuitton – símbolo do super luxo

image

Infelizmente elas custam uma verdadeira fortuna. Valores que chegam a ser de uma jóia. Mas que são lindas e sonhos de consumo, não podemos negar!

As bolsas e sapatos da grife Louis Vuitton são o verdadeiro símbolo da riqueza, do luxo e da elegância. Não há necessidade ee muito texto para personificar estas luxuosas bolsas, malas, sapatos! Elas mesmas falam por si.

Segundo a Wikipédia,  o  fundador da marca, Louis Vuitton (Anchay, 4 de agosto de 1821 — Paris, 27 de fevereiro de 1892) foi um fabricante de malas e bolsas na segunda metade do século XIX, em Paris. Criou sua oficina em 1854 em Paris, onde produzia artesanalmente malas e bolsas. Seu trabalho foi reconhecido na Europa quando reinventou o formato das malas de viagem e criou um padrão de desenho diferente comparado ao que havia na época.

Boutique formosa da grife Louis Vuitton em um shopping-center de Houston, Texas.
Por conta das novidades introduzidas por Louis Vuitton, os seus produtos começaram a ser imitados na Europa. Para impedir as falsificações, Vuitton tentou diferentes desenhos nos produtos para que pudessem identificar a sua autoria. Finalmente em 1896, criou o monograma das letras “L” e “V”, juntamente com símbolos que reproduziam flores – os desenhos recobriam a lona que servia de insumo para os produtos. O monograma criado perdura até hoje como marca da empresa, e o conjunto dos símbolos que faz parte da identidade visual da marca1 . Em 1987, a empresa Louis Vuitton juntou-se com a fabricante de champanhes Moët et Chandon e a fabricante de conhaques Hennessy para criar uma empresa de bens de luxo: o grupo LVMH (Louis Vuitton – Moët Hennessy). O grupo se especializou em incorporar marcas de luxo, o empreendimento foi bem sucedido e atualmente o grupo é dono de 60 marcas, sendo uma delas a própria Louis Vuitton. Outras marcas que compõe o grupo são Christian Lacroix, Donna Karan, Fendi, Givenchy e Veuve Clicquot. A política da LVMH é de manter a gestão destas marcas de forma autônoma. Em 2009, o grupo obteve uma receita bruta de US$ 17 bilhões de dólares 2 .

A formação deste grupo fez gerar outros conglomerados entre as marcas de luxo concorrentes. As marcas se uniram ou compraram umas as outras e formaram grupos controladores. Um grupo chama-se Pinault-Printemps-Redoute e controla marcas como Gucci, Yves Saint Laurent e Oscar de La Renta. Outro grupo é o Richmont que domina Cartier, Montblanc, Lagerfeld.

fundador da marca, Louis Vuitton (Anchay, 4 de agosto de 1821 — Paris, 27 de fevereiro de 1892) foi um fabricante de malas e bolsas na segunda metade do século XIX, em Paris. Criou sua oficina em 1854 em Paris, onde produzia artesanalmente malas e bolsas. Seu trabalho foi reconhecido na Europa quando reinventou o formato das malas de viagem e criou um padrão de desenho diferente comparado ao que havia na época.

Boutique formosa da grife Louis Vuitton em um shopping-center de Houston, Texas.
Por conta das novidades introduzidas por Louis Vuitton, os seus produtos começaram a ser imitados na Europa. Para impedir as falsificações, Vuitton tentou diferentes desenhos nos produtos para que pudessem identificar a sua autoria. Finalmente em 1896, criou o monograma das letras “L” e “V”, juntamente com símbolos que reproduziam flores – os desenhos recobriam a lona que servia de insumo para os produtos. O monograma criado perdura até hoje como marca da empresa, e o conjunto dos símbolos que faz parte da identidade visual da marca . Em 1987, a empresa Louis Vuitton juntou-se com a fabricante de champanhes Moët et Chandon e a fabricante de conhaques Hennessy para criar uma empresa de bens de luxo: o grupo LVMH (Louis Vuitton – Moët Hennessy). O grupo se especializou em incorporar marcas de luxo, o empreendimento foi bem sucedido e atualmente o grupo é dono de 60 marcas, sendo uma delas a própria Louis Vuitton. Outras marcas que compõe o grupo são Christian Lacroix, Donna Karan, Fendi, Givenchy e Veuve Clicquot. A política da LVMH é de manter a gestão destas marcas de forma autônoma. Em 2009, o grupo obteve uma receita bruta de US$ 17 bilhões de dólares 2 .

A formação deste grupo fez gerar outros conglomerados entre as marcas de luxo concorrentes. As marcas se uniram ou compraram umas as outras e formaram grupos controladores. Um grupo chama-se Pinault-Printemps-Redoute e controla marcas como Gucci, Yves Saint Laurent e Oscar de La Renta. Outro grupo é o Richmont que domina Cartier, Montblanc, Lagerfeld.  Hoje a marca está associada ao estilista Marc Jacobs!

Nas fotos a atriz Michelle Williams e a diretora Sofia Copolla! No final,  não deixe ee assistir ao vídeo da Louis Vuitton com o mega astro do rock, o camaleão David Bowie!

imageimage

imageimage

imageimage

Wagner Kallieno dá show no SPFW

 

image O  jovem estilista Wagner Kallieno, vencedor do Rio Moda Hype em 2010,  vem conquistando território nacional elaborando peças com recortes e mistura de materiais, numa linguagem sexy e contemporânea. Sua coleção no SPFW, na semana passada foi um tremento show! Luxo, ousadia, fendas, decotes, cores claras e harmoniosas.

Quem assistiu ao vivo o desfile do natalense, ficou encantada! A vogue Brasil e a Bazar deram destaques para o desfile de Wagner e aqui você pode ver o que foi este lindo desfile! Roupas para festas, grandes ocasiões, para mulheres que desejam se vestir muito bem!

imageimage

imageimage

imageimage

imageimage

imageimage

imageimage

imageimage

imageimage

O Luxo do Croché

imageÉ preciso ver uma foto para acreditar que aqueles pontos que a vovó fazia durante suas tardes, enquanto os netos estavam brincando ou quando ela via as novelas poderia ser tornar lindos vestidos, toalhas de mesas, echarpes, bolsas, saias, tops, biquínis, maiôs e até mesmo, vestidos de noiva. Certamente alguém teve uma avó assim! Eu e minhas primas paternas fomos felizardas. Tivemos muitas roupas de croché. Biquínis, maiôs, meias, colchas de cama, tops. Ela bem que quis nos ensinar. A blogueira ganhou nota zero da avó, ela disse que eu não dava para trabalhos manuais envolvendo croché. Já para a mais velha, ela era boa em fazer bolsas e saias lindas com retalhos. Minha prima do meio, foi a única que levou jeito, mesmo sendo canhota e hoje faz cortinas, tapetinhos, o básico, mas em um comentário em uma saia que postei na fan page, minha prima me falou no telefone que se arrepende de não ter tido mais tempo para aprender pontos mais difíceis, fazer vestidos e saias lindas como a postada na página do Facebook. Uma pena mesmo, pois hoje são peças vintage. Formam looks maravilhosos e chiques para qualquer ocasião. Para trabalho, festas, jantares, réveillon, festa com os amigos, baladas, etc. Na quinta-feira passada, encontrei na rua uma advogada com um vestido de croché preto de alcinha incrivelmente maravilhoso. Ela estava elegante e ainda usava um scarpin preto e bolsa preta para combinar. Croché está voltando com tudo e, precisamos ficar de olho nesta moda dos famosos pontos da vovó, que fazem peças maravilhosas e deixam qualquer mulher elegante se souber combinar e usar. O croché é para a mulher de qualquer idade. Não são roupas somente para o inverno, são peças para todas as estações do ano. Se você souber de alguém que faça algumas das peças manualmente ou em máquina, faça logo a sua encomenda. Aqui no post, vou inserir muitos looks maravilhosos. Até vestidos de noiva. Eu tenho uma prima que se casou com um vestido de noiva feito por minha avó. Eu era pequena, mais lembro da beleza do trabalho que ficou. Inesquecível! Tenho a lembrança perfeita do vestido! Pura elegância! Até a grinalda era de crochéimage Quando feitas com linhas de barbante, eu acho lindo, pois dá um ar despojado e chique ao mesmo tempo. E se tiver uma destas peças perdidas no armário, como blusas, saias, casaquinhos  passe a usá-las. Você poderá fazer um série de combinações dependendo da peça que tiver e chamar a atenção, pois são lindas em todos os pontos e em todas as cores. Então leitoras! Use e abuse do croché! Vocês ficarão super elegantes! Até mesmo as Plus Size podem usar peças de croché. É só saber escolher o modelito! Em outro post estarei inserindo acessórios e neles também há echarpes de croché em estilo vintage que são apaixonantes. Aguardem! Looks lindos: imageimageimage imageimageimage imageimageimage imageimageimage imageimageimage imageimageimage imageimageimage